Prefeitos reivindicam recursos para implantar unidade de triagem ao coronavirus

Publicado em 20/03/2020 às 11:19 - Atualizado em 20/03/2020 às 11:20


Créditos: Oneris Lopes Baixar Imagem

Preocupado com a perspectiva de demanda crescente de infectados pelo coronavius na região, o presidente da Amures prefeito de Anita Garibaldi João Cidinei da Silva encaminhou ofício solicitando apoio financeiro do Estado para implantar no antigo Pronto Atendimento de Lages, uma unidade de apoio e triagem para atendimento das demandas associadas às enfermidades respiratórias.

O documento foi encaminhado à Secretaria de Estado da Saúde, nesta quinta-feira (19), com respaldo dos 18 prefeitos da Serra Catarinense. “Nossa preocupação é se antecipar a um possível congestionamento nas unidades de saúde, especialmente no que se refere a leitos de UTI”, justificou João Cidinei da Silva.

A solicitação dos prefeitos é de incentivo financeiro no valor de R$ 1,1 milhão. Com isso seria possível colocar em funcionamento a unidade de triagem para síndrome respiratória, na antiga estrutura do Pronto Atendimento Tito Bianchini, atualmente desativada. A proposta é contratar três médicos, equipe de enfermagem e dar apoio 24 horas, com capacidade para atender de 10 a 12 mil pacientes por mês.

Os prefeitos reivindicam, também, colocar em funcionamento junto ao Hospital Nossa Senhora dos Prazeres cinco leitos especializados, com suporte para pacientes entubados. O custo mensal desta ação preventiva é da ordem de R$ 271.626,00. Estes novos leitos se somariam com os demais leitos que estão sendo projetados, permitindo que a região possa contar com 30 leitos especializados para essa finalidade.

O ofício da Amures foi endereçado ao Secretário de Estado da Saúde Helton de Souza Zeferino. Os prefeitos entendem ser indispensável este apoio financeiro para estruturação ao atendimento de saúde da região, no enfrentamento ao coronavírus (COVID-19).